Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Notícias › 22/05/2018

Igreja em Saída ganha força com mês missionário especial, diz diretor das POM

“Que todos os fiéis tenham verdadeiramente a peito o anúncio do Evangelho e a transformação das suas comunidades em realidades missionárias e evangelizadoras; e aumente o amor pela missão”.

Esse é o pedido do Papa ao anunciar para 2019 um Mês Missionário Extraordinário. Com essa proclamação, Francisco deseja fortalecer ainda mais o impulso para uma Igreja em constante saída missionária.

A iniciativa do Papa é uma resposta a uma proposta da Congregação para a Evangelização dos Povos e de todas as instâncias missionárias da Igreja.

De acordo com o diretor das Pontifícias Obras Missionárias no Brasil, padre Maurício Jardim, Francisco promove ainda mais a missionariedade da Igreja com essa celebração extraordinária.

“A convocação deste mês missionário tem grande força institucional que envolve todas as Igrejas particulares, ministros ordenados, vida consagrada, associações, pastorais e movimentos apostólicos. A missão é tarefa eclesial e não se restringe a um grupo, pastoral ou movimento. Nenhum sujeito eclesial deve ser apropriar desta tarefa que é de todo povo de Deus. Sendo assim, esta convocação do Papa promoverá ainda mais a missionariedade que é identidade, natureza e essência da Igreja”, disse em entrevista ao A12.

Com a preparação do mês missionário especial haverá um maior empenho, especialmente da parte das lideranças, no que pode resultar em múltiplas iniciativas de caráter missionário.

“Este percurso da Igreja para os próximos anos tem a marca da missionariedade, identidade e natureza da Igreja. Deste modo, com este Mês Missionário Extraordinário em outubro de 2019, o Papa tem objetivo de ‘despertar em medida maior a consciência da missão ad gentes e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral’. Todo processo de preparação do mês missionário pode ser ocasião de múltiplas iniciativas de caráter missionário”, celebra o diretor.

No Brasil como na América Latina já é costume a prática de um mês missionário. Em todo o mundo, no penúltimo domingo de outubro se celebra o Dia Mundial das Missões instituído em 1926 pelo Papa Pio XI. Neste dia é realizada uma coleta em todas as comunidades com a finalidade de Evangelização, Animação e Cooperação Missionária. Dessa coleta, 80% são destinados para auxiliar atualmente 1.050 dioceses pobres nos ‘territórios de missão’ e diversos projetos na África, Ásia, Oceania e América Latina. Os outros 20% são para a ação missionária no país.

Segundo padre Maurício Jardim, “a missionariedade esteve sempre no coração da Igreja” e expressa em diversos documentos pontifícios. Inclusive, o anúncio do mês extraordinário ocorre dentro da recordação do centenário da Carta Apostólica Maximum Illud do Papa Bento XV. “Este documento é considerado a carta Magna das missões que desencadeou nove pronunciamentos do magistério da Igreja tratando o tema da missão”, explica o diretor. 

Tema da missão no magistério da Igreja:

1 – Pio XI, Encíclica Rerum Ecclesiae (28.02.1926): encíclica sobre a ação missionária;

2 – Pio XII, Encíclica Evangelii Praecones (02.02.1951): encíclica sobre o modo de promover a obra missionária.

3 – Pio XII, Encíclica Fidei Donum (21.4.1957): encíclica sobre as missões com destaque na África.

4 – João XXIII, Encíclica Princeps Pastorum (28.11.1959): encíclica sobre o apostolado missionário.

5 – Concílio Vat. II, Decreto ad Gentes (28.10.1965).

Documentos pós-conciliares especificamente missionários:

6 – Evangelii Nuntiandi (Paulo VI, publicada em 8/121975).

7 – Slavorum Apostoli (João Paulo II, publicada em 2/6/1985).

8 – Missio (João Paulo II, publicada em 7/12/1990).

9 – Gaudium (Francisco, publicada em 24/11/2013).

Por A12

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.