Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Notícias › 12/09/2016

Instalado tribunal de inquérito: causa de canonização do Pe. Bortolameotti

No auditório da Cúria Diocesana de Barretos, foi instalado na quinta-feira, 8/9, o Tribunal de Inquérito Diocesano que irá ouvir os testemunhos acerca do Padre André Bortolameotti, dando assim continuidade no processo de canonização do Servo de Deus.

Na ocasião, cerca de 60 pessoas participaram da solenidade de abertura, entre padres, religiosos e leigos.

O chanceler do bispado e notário da primeira sessão, Padre Luís Fernando Nascimento, fez a leitura da carta da Congregação para as Causas dos Santos, o “Nihil Obstat”. O documento comunicou o bispo diocesano que da parte da Santa Sé não existe nenhum obstáculo para a introdução da Causa e o decreto de Dom Milton Kenan Júnior no qual ele introduzia o processo e o decreto com o qual o prelado ordenava o início do inquérito e constituía os membros do Tribunal.

Agora, a missão do tribunal será a de ouvir, a partir do dia 22 de setembro, os testemunhos das pessoas que moram no Brasil e conviveram com o Servo de Deus para ser anexado ao dossiê que será enviado à Santa Sé.

Em suas considerações finais, Dom Milton agradeceu aos membros do inquérito e da postulação, bem como ao presidente da Fundação Pio XII, mantenedora do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata, que por muitos anos teve a amizade, a direção espiritual e ao mesmo tempo ajudou o sacerdote na criação da Casa Madre Paulina, responsável por acolher centenas de pacientes.

Segundo o prelado, foi oportuna a aprovação da Congregação para a Causa dos Santos para o início do processo neste ano em que a Igreja celebra o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia.

“Muitos de vocês conviveram com o Padre André e sabem dizer o quanto esse homem viveu da misericórdia! A gente pode dizer que o Padre André foi um ícone da misericórdia (…), da misericórdia traduzida em atos. Esse homem foi extraordinário (…) porque soube superar a si mesmo, superar os obstáculos motivado por uma fé ardente em Cristo. (…) Ele era um homem que traduzia na sua vida a fé que ele trazia no seu coração”, destacou Dom Milton.

Por Gaudium Press

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.