Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

NOTÍCIAS DA IGREJA : Setembro 2017

Em São Paulo:

A nossa Paróquia do Imaculado Coração de Maria celebrou, em 20 de agosto passado, 50 anos de sua criação, com missa celebrada por Dom Odilo Pedro Scherer. Seu primeiro pároco, Mons. Benedito de Ulhoa Vieira, que pouco antes havia fundado, com a anuência do então Arcebispo de São Paulo D. Agnelo Rossi, a Paróquia Universitária, seria nomeado bispo auxiliar de São Paulo, e alguns anos mais tarde Arcebispo de Uberaba.  D. Benedito, que deixou muita saudade entre os paroquianos, foi substituído ao longo dos anos por párocos que por sua vez deixaram, além de saudade, sua marca em nossa vida paroquial.

Morreu Dom Pelé: D. José Maria Pires, o primeiro bispo negro do Brasil e que era atualmente o seu bispo mais velho (98 anos), foi por muitos anos arcebispo de João Pessoa, tendo participado do Concílio Vaticano II. “O São Paulo” (31.08.2017) assinala que três importantes bispos brasileiros morreram no dia 27 de agosto: D. Helder Câmara (1999), D. Luciano Mendes de Almeida (2006) e agora D. José Maria Pires (2017).

Os 300 Anos da Aparição da Imagem de N. S. Aparecida serão celebrados em Aparecida entre 10 e 12 de outubro, sendo o Papa Francisco representado pelo Cardeal Giovanni Baptista Ré, presidente emérito da Pontifícia Comissão para a América  Latina. 

Mês da Bíblia 2017: A CNBB recomenda que durante o mês de setembro se leia e medite a Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.

O primeiro Sínodo Arquidiocesano de São Paulo, já iniciado com reuniões e assembleias paroquiais, vai procurar durante três anos incentivar a consciência eclesial e renovar a vida pastoral da Arquidiocese.

Em Roma:

O Encontro Mundial das Famílias dar-se-á de 21 a 26 de agosto de 2018, em Dublin (Irlanda), com a participação do Papa Francisco, e seu tema será “O Evangelho da Família, Alegria para o Mundo”.

O Próximo Sínodo dos Bispos terá lugar em outubro de 2018, com o tema: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. Um documento preparatório foi distribuído a todas as dioceses do mundo, com um questionário ao qual sessenta mil jovens já responderam.  O Pe. Bruno Cadoré, OP, mestre da Ordem dos Pregadores (dominicanos), fez um apelo a todos os membros da Ordem para que reflitam sobre a sua vocação de  pregadores e as possíveis novas maneiras de levar a Palavra aos jovens.

“Conselho Internacional sobre a justiça, a corrupção, o crime organizado e as máfias”, criado pelo Vaticano em 1° de agosto, entrará em vigor em setembro, e definirá o que é crível e o que não o é quanto ao testemunho cristão: Assim, “Aquele que procura alianças para obter privilégios, isenções, caminhos preferenciais ou ilícitos, não é crível”. Também não é crível “aquele que aproveita de sua posição para recomendar pessoas muitas vezes pouco recomendáveis quanto aos valores ou à honestidade”.

Nomeações significativas: O Papa nomeou para dirigir o Seminário Maior de Roma, que forma os futuros sacerdotes da Itália, o irmão Gabriele Faraghini, da comunidade dos Irmãozinhos de Jesus de Charles de Foucauld, conhecida por sua proximidade aos pobres e excluídos. Foi também por ele nomeado Arcebispo de Milão D. Mário Delpini, conhecido por levar uma vida de simplicidade evangélica.

Acolhei os migrantes, diz o Papa, em sua Mensagem para o Dia Mundial dos Migrantes: “todo migrante que bate à nossa porta é uma oportunidade de encontro com Jesus-Cristo, que se identifica com o estrangeiro acolhido ou rejeitado em qualquer época.” “Nossa resposta articula-se em torno de quatro verbos baseados nos princípios da doutrina da Igreja: acolher, proteger, promover e integrar”.

“Vinho novo em Odres novos”: Documento publicado pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Consagrada, presidida pelo cardeal brasileiro D. João Braz de Aviz, analisa os desafios que os consagrados encontram hoje, encoraja-os a procurar novos caminhos mais adaptados ao contexto em que vivem, vencendo as resistências que apareceram ao “aggiornamento” que seguiu o Concílio Vaticano II, e convida-os a “um sobressalto de paixão renovada pelo Evangelho”.

Dia Mundial da Criação: Celebrado pela primeira vez em conjunto por católicos e ortodoxos em 1° de setembro, com uma mensagem escrita conjuntamente pelo Papa Francisco e pelo Patriarca Bartolomeos.

Viagens do Papa Francisco:

À Colômbia, de 6 a 10 de setembro de 2017, visitando Bogotá, Villavicencio, Medellin e Cartagena das Índias, pregando a reconciliação geral dos colombianos.

A Myamar (Birmânia), em novembro, para tentar interromper a perseguição aos muçulmanos locais.

Ao Chile e Peru : de 15 a 18 de janeiro de 2018, a Santiago, Temuco e Iquique, no Chile; no Peru, de 18 a 21 de janeiro a Lima, Puerto Maldonado e Trujillo. .

No mundo:

Nas Filipinas, a Igreja se opõe à proposta de restabelecimento da pena de morte e aos inúmeros assassinatos promovidos pelo atual governo.

Na Venezuela, continua a situação de quase guerra civil, tendo sido recusada a oferta de mediação da Igreja.

Na Argentina, um sacerdote, o Pe. Enrique Martinez Ossola, que em 1975, quando seminarista, fora salvo da perseguição militar pelo então Pe. Jorge Bergoglio, hoje Papa Francisco, foi agora por ele nomeado bispo auxiliar de Santiago del Estero. 

Na Rússia: O cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado do Vaticano, fez em agosto uma visita de quatro dias a Moscou, tendo encontrado o presidente Vladimir Putin e o patriarca Kyril e abordado a possível e há muito desejada visita do Papa à Rússia.

Gerard  Duchêne

 

                                                                                                                                                     

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.