Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

NOTÍCIAS DA IGREJA : Novembro 2017

                                                                                                                      Gerard Duchêne                                                                                                                              

No Brasil:

O ensino religioso nas escolas, facultativo como previsto na Constituição Federal, poderá ser ministrado por religioso ou fiel da religião escolhida pelo aluno, decidiu em 20 de setembro, o Supremo Tribunal Federal.

Canonizados 30 Mártires do Rio Grande do Norte, em 15 de outubro, em Roma, dos quais 28 leigos (27 brasileiros) e dois sacerdotes europeus, que foram assassinados por serem católicos durante a invasão holandesa em 1645.

Em Roma:

Papa Francisco pede a união do clero no Brasil diante da escandalosa corrupção, em encontro com o clero do Brasil em Roma, em 21 de outubro, quando afirmou:

“Neste momento difícil de sua história nacional, quando tantas pessoas parecem ter perdido a esperança em um futuro melhor pelos enormes problemas sociais e por uma escandalosa corrupção, o Brasil precisa que suas curas sejam sinais de esperança”.

Sínodo para a Pan Amazônia convocado pelo Papa para outubro de 2019. Incluindo nove países da região amazônica, visa identificar novos caminhos para a evangelização da região e especialmente dos indígenas, frequentemente esquecidos, e analisar a crise da Floresta Amazônica, pulmão do mundo e moradia secular de muitos deles.

“A pena de morte é inadmissível, declarou o Papa, porque ela atinge a inviolabilidade e a dignidade da pessoa”, e propôs a revisão do Catecismo da Igreja Católica, em que essa condenação admite recurso em certos casos.

“É necessário proteger os menores dos perigos da internet”, declarou ainda o Papa aos profissionais do numérico, reunidos em colóquio internacional em Roma, “evitando três erros: sub avaliar o dano causado aos menores, pensar quais soluções técnicas são suficientes para protegê-los e ver a rede como o reino da liberdade sem limites.”

No Dia Mundial dos Migrantes, disse o Papa: “Acolhei os migrantes – todo migrante que bate à nossa porta é uma oportunidade de encontro com Jesus Cristo, identificado com o estrangeiro acolhido ou rejeitado, em qualquer época.” “Nossa resposta: quatro verbos dos princípios da doutrina da Igreja: acolher, proteger, promover e integrar”. 

“O Paraíso não é um lugar feérico, nem um jardim encantado”, diz o Papa em audiência geral, “mas sim o abraço de Deus, o Amor Infinito, Jesus, morto por nós na cruz. Onde Jesus está, há misericórdia e felicidade, sem Ele, é o frio das trevas.”

A Universidade Católica deve:não só ajudar os estudantes a construir uma carreira, mas a conhecer a verdade”, disse o Papa à Universidade Católica de Portugal em seu 50° aniversário. “A verdade significa mais que o conhecimento; o conhecimento da verdade tem por objetivo o conhecimento do bem, a verdade nos torna bons e a bondade é verdadeira”.

 

No mundo:

Quinhentos Anos da Reforma de Lutero foram celebrados em 31 de outubro na Alemanha e no mundo inteiro, com a presença de católicos e membros de outras religiões. A Federação Luterana Mundial e o Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos publicaram uma declaração conjunta felicitando-se pelo fato de, “pela primeira vez, luteranos e católicos considerarem a Reforma numa perspectiva ecumênica”.

A Igreja Anglicana adere em 31 de outubro à Declaração sobre “a Justificação pela Fé” assinada em 1999 pela Igreja Católica e a Igreja Luterana depois de séculos de divergência.  Em julho, também a Igreja Reformada (calvinista) aderiu à Declaração.

“Lutero ou o mendigo da graça”: Ópera do compositor alsaciano Jean-Jacques Werner, inspirada na obra musical de Lutero, autor de cantatas e corais, lançada em Estrasburgo, na França, em homenagem aos 500 anos da Reforma Protestante. 

Prêmio Nobel da Paz ao ICAN, organização que reúne movimentos contra as armas nucleares e conseguiu na ONU, em 07 de julho de 2017, a aprovação por 122 países de uma resolução que condena e proíbe a produção, a posse, a estocagem, a transferência, o uso, ou a ameaça de uso, de armas nucleares. O Brasil está entre os países que a propuseram, mas a resolução foi ignorada ou rejeitada pelos países que já possuem a bomba, como os Estados Unidos, a Rússia, a França, a China, o Reino Unido.

 

Estados Unidos e Israel deixam a UNESCO, o que vai afetar a importante atuação  dessa Organização Internacional criada em 1945, junto com a ONU, e cuja missão é “Construir a paz no espírito dos homens e das mulheres”, desenvolver no mundo “a educação que transforma as vidas, erradicar a pobreza, promover o desenvolvimento durável” e proteger o patrimônio leigo e religioso das nações, sempre ameaçado, que “constitui uma fonte de identidade e de coesão para as comunidades”.

O Acordo de Paris: Em reunião da FAO, em 23 de outubro, o Papa defendeu o Acordo Climático de Paris, do qual “infelizmente, alguns se afastaram” e apelou a “introduzir numa linguagem de cooperação internacional a categoria do amor”. Lembrou que: “Amar significa ajudar cada país a aumentar a produção e atingir a autossuficiência alimentar. Traduz-se por uma reflexão sobre os novos modos de desenvolvimento e de consumo e a adoção de políticas que não agravem a situação das populações menos desenvolvidas ou a sua dependência externa. Amar significa não dividir a família humana entre os que aproveitam o supérfluo e aqueles a quem falta o necessário”.

 

                                                                                                                                                     

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.