Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Notícias › 20/10/2016

Papa: quando as crianças são acolhidas e tuteladas a sociedade melhora

1c0e8-aparecida-2013_papa-francisco-nossa-senhoraO Papa Francisco enviou uma carta, no último dia 12, ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, dia da Padroeira do Brasil e Dia da Criança.

“Somos capazes de estar com as crianças, de perder tempo com elas? Sabemos escutá-las, defendê-las e rezar por elas e com elas? Ou as transcuramos nos ocupando de nossos interesses?”, pergunta Francisco na mensagem enviada por ocasião da Semana Nacional da Infância no Brasil, lida pelo Arcebispo de Aparecida, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, durante a celebração eucarística que abriu, no santuário dedicado à Rainha do Brasil, o Jubileu dos trezentos anos da descoberta da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul.

Reiterando seu apoio à campanha nacional de Combate ao Trabalho Infantil que se concluiu no último domingo, o Papa recorda que a Semana da Infância, organizada pelo santuário em colaboração com os Tribunais Regionais do Trabalho e a Procuradoria Geral do Trabalho do Estado São Paulo, “tem o objetivo de promover a erradicação do trabalho infantil e oferecer às crianças uma educação de qualidade que lhes garanta um futuro melhor”.

O Papa afirma na missiva que mantem vivo em seu coração a cerimônia de inauguração, em 3 de setembro passado, nos Jardins Vaticanos, do monumento dedicado à Nossa Senhora Aparecida.

Voltando a falar sobre a campanha no Brasil o pontífice afirma que “as crianças são um sinal de esperança e um sinal indicador para entender o estado de saúde de uma família, de uma sociedade, e do mundo inteiro.

“Quando as crianças são acolhidas, amadas, protegidas e tuteladas por uma família sábia, a sociedade melhora e o mundo é mais humano. Por isso devemos renovar sempre o nosso desejo de acolher mais e melhor as crianças”, sublinha o Papa Francisco na mensagem.

A carta termina com a esperança de que a campanha de Combate ao Trabalho Infantil possa “frutificar em seus propósitos”. Por isso, o Papa invoca a luz do Espírito Santo para que ilumine todos os participantes da iniciativa e através da intercessão de Nossa Senhora Aparecida concede a sua benção apostólica a todos.

Por Rádio Vaticano

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.