Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Notícias › 24/10/2016

Pastorais Sociais como dimensão socioestrutural da caridade cristã

O livro “Pastoral Social: dimensão socioestrutural da caridade cristã” foi o tema de estudo de bispos referenciais das Pastorais Sociais e membros da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade da Justiça e da Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) durante o encontro realizado nos dias 18 e 19 de outubro, em Brasília (DF). Publicado pelas Edições CNBB, o texto propõe a reflexão da especificidade da Pastoral Social como dimensão fundamental da caridade, uma dimensão socioestrutural.

“Em tempos de ‘globalização da exclusão e da indiferença’, as Pastorais Sociais precisam, mais do que nunca, aguçar os sentidos e o coração para o serviço amoroso e profético na defesa da vida”, afirma o bispo de Pesqueira (PE) e referencial do Setor Mobilidade Humana da CNBB, dom José Luiz Ferreira Sales. De acordo com o bispo, o livro é uma “valiosa contribuição” para a compreensão do que é Pastoral Social e para a maturação das ações da Igreja neste campo.

O estudo do livro deve contribuir na iniciativa da Comissão em ajudar os bispos que muitas vezes aceitam acompanhar as Pastorais Sociais, mas lamentam não conhecer efetivamente o que se pede de sua atuação. “Temos a intenção de oferecer assessorias para aprofundarmos o que afirma a Igreja para respaldar o trabalho nas Pastorais Sociais”, explica o bispo de Ipameri (GO) e presidente da Comissão Episcopal para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz, dom Guilherme Antônio Werlang.

De acordo com o autor do livro, padre Francisco de Aquino Júnior, que assessorou o encontro com os bispos, atualmente há muitas compreensões e ideias sobre Pastoral Social na Igreja, o que acaba fazendo perder de vista sua especificidade em relação a outras dimensões e formas da caridade cristã.

“É preciso compreender a Pastoral Social como uma dimensão da caridade cristã, mas uma dimensão que não pode ser reduzida, nem confundida com outras dimensões. A caridade cristã é mais ampla e mais abrangente que a Pastoral Social. A Pastoral Social é a expressão mais qualificada da dimensão socioestrutural da caridade cristã; é fermento evangélico nas estruturas da sociedade”, afirma.

Em três capítulos, o livro aborda a caridade cristã em sua “amplitude e complexidade”; a dimensão socioestrutural da caridade, com a “explicitação de sua especificidade e irredutibilidade”; e a Pastoral Social como expressão qualificada desta dimensão caritativa. Ao final é oferecido um apêndice que apresenta reflexões a respeito da compreensão e proposta de opção pelos pobres por parte do papa Francisco na exortação apostólica Evangelii Gaudium (Alegria do Evangelho).

Sobre o autor

Padre Francisco de Aquino Júnior é presbítero da diocese de Limoeiro do Norte (CE); doutor em Teologia pela faculdade de Teologia da Universidade de Münster, na Alemanha. Atua como assessor de Pastoral, das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), das Pastorais Sociais e da Cáritas da diocese de Limoeiro do Norte e do regional Nordeste 1 da CNBB, além da Pastoral do Povo da Rua.

Por CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.