Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Notícias › 24/11/2016

Repensar a economia para gestão dos bens dos institutos católicos

Para melhor responder às solicitações do Papa Francisco e às exigências de um mundo em contínua transição cerca de mil tesoureiros estarão reunidos em Roma a partir de amanhã (25). Serão três dias de reflexão e debates durante o 2° Simpósio Internacional sobre a Economia, organizado pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica.

O percurso de análise da administração dos bens foi iniciado ainda em 2014. O Dicastério para a Vida Consagrada, depois da primeira edição do simpósio, havia redigido um texto com as linhas orientadoras para a gestão dos bens dos Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica em que se lê: “a formação na dimensão econômica, em linha com o próprio carisma, é de fundamental importância a fim de que as escolhas na missão possam ser inovadoras e proféticas”.

Na Carta Apostólica dirigida a todos os consagrados por ocasião do Ano da Vida Consagrada (que terminou em fevereiro), o Santo Padre já indicava uma “racionalização das estruturas, a reutilização das grandes casas em favor das obras mais sensíveis às atuais exigências da evangelização e da caridade, a adequação das obras às novas necessidades”.

Por Rádio Vaticano

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.