Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Homilia Dominical › 10/04/2018

SEGUNDO DOMINGO DA PÁSCOA – B

Pe. Valeriano dos Santos Costa – Capela da PUC-SP – 08 de abril de 2018
At 4,32-3;Sl 117(118; 1Jo 5,1-6; J0 20,19-31

A paz esteja convosco!

A última aparição de Jesus no primeiro dia semana, isto é, no dia da Eucaristia, se deu em Jerusalém, quando os discípulos, inclusive os de Emaús, estavam reunidos para a Ceia do Senhor. Jesus pôs-se no meio deles. Isto corresponde à resposta da aclamação: O Senhor esteja convoco, ao que a assembléia responde: Ele está no meio de nós.

Para Jesus mostrar as chagas era importante para que não duvidassem de que ele estava ressuscitado, pois era o mesmo que fora crucificado. Esta aparição só se deu porque estavam reunidos em Eucaristia. Tomé não fora à missa, por isso não vira o Senhor, Mas no domingo seguinte, ele foi e constatou que Jesus estava vivo para sempre. Assim fez também sua profissão de fé. Por isso a Missa é o lugar de se fazer a profissão de fé, como fazemos todos os domingos. Jesus lança o desafio da felicidade para os que crerão ao longo da história somente pela capacidade de sentir pela sua presença pacificadora e curativa de todos os males. Por isso a paz é uma doação de Jesus e só pode recebê-la quem se aventura a crer.

Quem apreende a paz de Jesus se liberta de todos os apegos materiais que fazem sofrer porque machucam o coração impondo-lhe o apego dependência de coisas tão passageira. Por isso a comunidade primitiva tinha superado esta doença do apego materiais e viveu a liberdade da fraternidade. Tinham tudo em comum.
São João explica que só chega a este ponto quem nasceu de novo, nasceu de Deus e, por isso, como diz Paulo, é uma nova criatura. A alegria que desta fé e da liberdade que ela nos dá se chama alegria pascal. João diz que os mandamentos de Deus não são pesados, pois são puramente amor. Então é preciso dar graças ao Senhor, porque ele é bom e eterna é a sua misericórdia.

Esta paz que somente Jesus nos pode dar, vamos aceita-la com garra e viver uma vida nova.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.