Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Notícias › 15/09/2017

Suicídio mata mais que câncer e AIDS

O mês de setembro é dedicado ao combate e prevenção do suicídio em todo o mundo. Assim como o câncer e a AIDS que eram doenças rodeadas de tabus e viam o número de suas vítimas aumentando a olhos nus, foi necessário um esforço coletivo, liderado por organizações engajadas.

Segundo informações do Site oficial da Campanha no Brasil, o suicídio é um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer.

Dados da Organização Mundial da Saúde dão conta que nove em cada 10 casos poderiam ser prevenidos.

Para esclarecer mais sobre o assunto, o Portal A12 conversa com a voluntária do Centro de Valorização da Vida (CVV), Eliane Soares.

Portal A12 – O que é o Setembro Amarelo?

Eliane Soares – Setembro Amarelo é o mês mundial de prevenção do suicídio. Um movimento independente que visa sensibilizar e conscientizar a população sobre a realidade do suicídio e suas formas de prevenção.

A12 – Por que é importante conscientizar e mobilizar a população neste tipo de iniciativa?

Eliane Soares – Porque o suicídio é um assunto tabu e só é possível fazer prevenção com conscientização. Poucas pessoas sabem que 1 brasileiro tira a própria vida a cada 45 minutos e 17% dos brasileiros vão pensar em suicídio em algum momento de suas vidas. Por outro lado, pelo menos nove em cada 10 casos podem ser prevenidos.

A12 – Quais frutos podemos colher com a campanha?

Eliane Soares – As pessoas conseguirem falar mais abertamente sobre o assunto, saberem identificar alguns sinais e pedir ou oferecer ajuda. Ao mesmo tempo, as escolas, empresas, organizações religiosas e outras instituições passarem a olhar para o problema com mais atenção e buscarem formas interessantes de agir.

A12 – Como é possível participar?

Eliane Soares – Cada pessoa pode se mobilizar iluminando prédios públicos ou privados, realizando caminhadas ou passeios ciclísticos com balões ou camisetas, palestras e o que mais a imaginação permitir.

Por A12

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.