Horários de Missas

Segunda-feira à Sexta-feira: 7h30, 12h10 e 18h

Sábados: 9h30, 12h e 16h  

Domingos: 9h30, 11h, 12h30, 18h30

 

Artigos › 22/07/2019

A amizade é o estágio mais aperfeiçoado do amor

Quantas vezes nossa alma precisa ser saciada por presença? Quantas vezes, em meio à pressa, queremos alguém que nos olhe com calma? Quantas vezes, em meio às tribulações e desilusões, desejamos alguém que nos levante, alguém que nos impulsione a ser mais? Quantas vezes, nessa vida passageira, queremos alguém que escolha ficar? Quantas vezes desejamos que alguém seja cura em meio a um deserto árido de feridas? Inúmeras vezes, nossa alma deseja a presença daquele que é um dos maiores dons dado por Deus: o amigo! Em cada alma existe o desejo de saber que seu coração é conhecido e que ele não precisa de máscaras.

Jesus escolheu amigos, trouxe-os para perto, ensinou-os a viver na alegria e na dor, mostrou-lhes com a sua vida que o olhar capaz de nos devolver é o olhar de quem nos olha por dentro. Ensinou que a amizade é uma forma de amar, que ela é um caminho construído por duas mãos, um caminho de rosas e espinhos. A amizade é aperfeiçoada no caminho do calvário, no caminho do verdadeiro amor. Por isso, ela é assim, um misto de dores e alegrias, de lutas e conquistas, de distância e presença, ela é junção de todas as estações, do inverno à primavera.

A amizade nos ensina e nos devolve a nós mesmos

Amigo é aquele que deseja e escolhe permanecer sabendo que haverá momentos em que, na escuridão da alma, ele será a luz capaz de mostrar uma saída. Por isso “um amigo fiel é bálsamo de vida” (Eclo 6,16), porque nele moram remédios, curas, confrontos e luzes capazes de iluminar o coração que, tantas vezes, se esquece de quem é. A amizade tem o poder de nos devolver a nós mesmos, e assim nos devolver ao próprio amor que é Deus.

Eu experimentei que ser amigo é escolher ficar, é permanecer tendo todos os motivos para ir. A amizade é um caminho certo que nos ensina a sair de nós, ensina-nos a demonstrar afeto, a cuidar e zelar pelo sagrado que o outro é. Com a amizade, eu aprendi a me doar por inteiro e a reconstruir os meus lugares feridos. Ela tem o poder de nos curar e nos abrir para o amor!

Por isso, a importância de alimentarmos as amizades que nos conduzem para o lugar de encontro que é o amor: Deus! A importância de valorizarmos, cuidarmos do dom que é o amigo! A importância de demonstrarmos amor, cuidado e, mais do que isso, viver, continuamente, na verdade. Isso sim trará para perto os verdadeiros amigos.

Jesus quis precisar de amigos, confiar neles, abrir Seu coração e lhes mostrar a sua missão. Assim devemos ser nós: ter amigos capazes de nos mostrar aquilo que a visão não enxerga, mostrar o caminho de felicidade que Deus tem para nós.

Não desperdicemos nosso tempo, cuidemos de nossos amigos, procuremos todo eles e os amemos. Não tenhamos medo do inverno nem da primavera. Na amizade, todas as estações são importantes. Não descarte nada que acontece! Viva o inverno, viva a primavera e o outono da alma! Seja amigo e permaneça!

Por Brigite Cortez, via Canção Nova

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.